Desfralde

Retirada de: http://educarparacrescer.abril.com.br/imagens/comportamento/desfralde.jpg

 

E com 2 anos e 2 meses o Anthony estava desfraldado.

O processo do desfralde foi concluído com sucesso em 5 dias, sem choro, sem trauma e com pouquíssimos “acidentes” (leia-se xixi e coco na roupa).

Ele agora usa fralda só para dormir e passa dias sem nenhum escape ou “acidente”.

E se tem uma dica que posso dar é: espere a criança estar preparada.

Todas as outras dicas simplesmente não funcionam sem essa.

Não acredito que exista uma idade certa, cada criança tem seu tempo, seu próprio ritmo, e acho uma injustiça sem tamanho querer padronizar isto, não é porque seu filho tem dois anos que ele tem que deixar de usar fralda.

Comparar pessoas é uma injustiça, comparar crianças então é no mínimo cruel, não há um botão mágico dentro das crianças que aciona o desfralde quando eles fazem dois anos, então porque estabelecer uma idade para um processo que deve ser natural?

Tentamos tirar a fralda dele quando ele fez dois anos, por duas vezes, e as duas foram um verdadeiro fiasco, ele simplesmente não estava preparado, e confesso com muita vergonha e cheia de culpa que essas duas tentativas só aconteceram por que estava cansada das cobranças, de escutar que o filho do ciclano tinha 1 ano e 8 meses e já não usava mais fralda, o filho do beltrano com 1 ano e 6 meses pedia para ir ao banheiro…

Sei como as cobranças e comparações incomodam e até magoam, mas quando eu entendi que o desfralde só daria certo quando o Anthony estivesse preparado ficou muito mais fácil lidar com toda a pressão vinda das pessoas.

A creche enviou um bilhete no caderno avisando do desfralde com um panfleto cheio de informações, passei o dia anterior dizendo para ele que no outro dia ele ficaria sem fralda, comprei junto com ele cuequinhas e expliquei que agora ele faria xixi e coco no banheiro como a mamãe, o papai. E o primeiro dia sem fralda foi um sucesso, só escapou xixi na roupa uma vez, e assim foram seguindo os dias, com no máximo um “acidente” por dia.

Ele pede para ir ao banheiro algumas vezes, mas na grande maioria nós temos que lembra-lo de que está na hora, fazemos isso de 30 em 30 minutos, e não tem mais acontecido nenhum “acidente”.

Esperar o tempo dele foi a melhor e mais acertada escolha que fizemos.